terça-feira, 12 de outubro de 2010

TEMPO.......VENTO

TEMPO...........VENTO..........
Oiiiiiii... Eiiii...
Cadê você, oi... É o tempo... Tempo de hoje, Tempo corrido... Tempo danado, Ninguém tem Tempo.
O que fizeram do Tempo?
Tempo que faz, refaz, desfaz.
Tempo de ir, de vir, de...
Não tenho tempo, não, não tenho.
Minha voz faz eco no espaço, no ar.
Ando e ando e olha só!
Gente de toda sorte, todo lugar, de toda cor, ricos, pobres... todos sem tempo.
Oiiii... Eiii...
Os carros voam na avenida
As pessoas correm pelas calçadas, alucinadas.
Quem é você? Quem sou eu? Quem somos nós?
Pessoas, seres humanos correndo, maratonistas.
Pra onde vão? Onde fica o fim desta incessante corrida.
Estou andando pelas ruas, olhos atentos no relógio do tempo,
No vento que dá corda ao tempo,
No relógio que marca o tempo,
Na multidão que obedece o tempo,
Nas asas do vento sigo o tempo,
Que brinca com o vento.
Vento... Tempo... Tempo... Vento...
Pra onde vou?
Eiii... me espera... Também vou.
Pra onde? Não sei, sigo em frente com o Tempo.
Vento que leva, vento que traz,
Vento... Tempo...
E assim vou eu, nas asas do vento.
Anda... Corre... Olha o relógio.
Relógio? Do tempo que não volta.
Que não para nunca, não olha pra trás.
Não vira a página.
Tempo... Tempo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário