quarta-feira, 13 de outubro de 2010

INSÔNIA

Quando a noite chega, e a insônia bate a porta
Tentando me fazer companhia
Ando pela casa, pelo jardim
As flôres dormem
Embaladas pelo frescor da noite
A rua vazia, o vento que sopra
Bate leve no meu rosto
Me obriga a olhar o ceu
E que ceu! Quantas estrelas!
Noite enluarada, clara, lua cheia
Cadê o sono que não vem!
Pensamentos vão, lembranças vem
Desejos adormecidos acordam
Bate coração! Acelera os hormônios
E a noite segue e eu aqui observando tudo
Adentra a madrugada, só silencio
E eu aqui, pensando em coisas
Buscando alguem, desejando alguem
Anjos me protejam! Amor o que quero
Está longe, talvez dormindo
Olho o telefone, olho o relógio, altas horas
Coração ardendo acelerado
Começo a rir da situação
É só solidão nesta hora
O sono não vem ___ insônia
Um passarinho canta longe
Meu pensamento vai buscar voce
Fecho os olhos, imagino voce aqui, sonhos
Insônia.......insônia........insônia.........

Nenhum comentário:

Postar um comentário