terça-feira, 12 de outubro de 2010

GENTE

GENTEAo passar pela rua, encontrei
Um menino, mais um e outros mais
Meninos especiais
Observei nos cantos e recantos da cidade,
Encontrei, além de crianças, adultos
Todas, pessoas carentes
Dê mãos estendidas, pedintes
situação humilhante, vergonha no olhar.
Gente humilde, no olhar, no falar....,nos gestos
Gente, como a gente, pedindo um tempo
pedindo passagém para realizar, trabalhar
Pedindo direito para sonhar, viver a vida.
Gente cansada, esmagada pela realeza
gritando pelo direito de exercer sua cidadania
Dê sua existencia no planeta
Gente com suas histó
Mundos diferentes, unidos pela dor
Abandonados, largados..., pobres criaturas miseraveis
Que a sociedade criou.
Gente ignorada pelos seus, pelas leis,
Gente que vive no lixo como bicho.
Mas, solidários numa grande lição
a de existir, de ser, de aparecer......., acontecer.
Fui passando, andando, testemunhando.
Pois no meio desta gente, só vi presente
A força, a esperança nos corações feridos.
Força divina vinda de deus.
No passo, no compasso da vida, o brilho.
O sol nos olhos daquelas pessoas..
lições de vida
Histórias idas
Vida e morte, amor e ódio.
Unidos todos, num elo forte
De vida, sobrevida
Numa linha constante.
Pois a vida dessa gente
Segue em frente.
Sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário