quarta-feira, 5 de março de 2014

AS MARCAS


Olhando bem este retrato
Onde as marcas do tempo foram sulcadas
Onde se esconde em cada linha, Histórias
De vida bandida, sofrida da vida nossa de todos os dias
Tentei descobrir na mais leve ruga quem sabe a mais nova história
Enganei-me pois, em cada uma se esconde bem escondidinho
Risos, lembranças, choros, amores perdidos
Mil vidas vividas, mil histórias de amor e lutas
Em cada uma fica a marca do amor que se foi
Do sol castigado na labuta
Da luta pela sobrevivência
Da luta pra se manter de pé
Da fé em dias melhores
Da fé em Deus que nos mantém
Me olho neste neste momento no espelho da minha parede
E vejo em mim ja marcada alguma ruga do tempo
Expressão de experiência que só o tempo constrói
Olho de novo a senhora triste da foto
Sinto a força da vida nela contrariando suas rugas
Força que o tempo marcou na doce pele de moça
Trabalhando ano a ano para se transformar nesta tela
Que me serve de lição.


Nenhum comentário:

Postar um comentário