quarta-feira, 13 de outubro de 2010

REFLETINDO

Meu tempo passou, nas asas do vento voei.
Como primavera em flôr encontrei
Fui rainha de belos jardins
Fiz chorar os serafins.
Amei, fui amada, fui amante
Me vesti de púrpura e me tornei
A mais bela das rosas vermelhas
Juventude em flôr, desabrochei formosa
Nos laços dos meus abraços, abracei
O perfume do cravo, na lapela de um palhaço, apanhei.
Seu beijo roubei
Amarrei seu coração e soltei
O palhaço tem palhaça apaixonada
Coração dividido, aliança firmada
Aos pés do altar, juras trocadas....
Passageiro da ilusão
Querendo roubar meu coração
Misturando sonhos,
Mascarado, preso..., solto...,ao vento, sonhos
Sou só rosa cor vermelha, apaixonada, apaixonante
Palhaço, por Deus vá embora
Não rouba meu coração
Meu sol a lua escondeu
A estrela o outono apagou
O que resta da velha rosa
São farpas das belas pétalas
Que o vento arrancou.
E o inverno já chegou

Nenhum comentário:

Postar um comentário