quinta-feira, 14 de outubro de 2010

VIOLÊNCIA INFANTIL

Todos os dias vemos nos noticiários gerais, como jornais, tv e etc., notícias sobre violencia infantil. Esta história é antiga e ninguem até hoje tentou pelo menos preparar as pessoas como lidar com as crianças. Os adultos mal crescidos, mal educados e aborrecentes, um dia foram crianças, mas esqueceram-se disso, e os que se lembram mais os esquecidos transferem para os baixinhos as agressões diversas que sofreram quando menores, ou então pensam que nasceram adultos. Acham-se perfeitos e cobram dos filhos comportamento que lhes dizem respeito, exatamente por serem crianças. O que se lê nos jornais, vê na televisão, e o que se presencia no cotidiano, é absurdo, parece não haver leis que possam deter esses loucos, até porque as leis não adiantarão, se não houver um programa de conscientização sobre o que é ser criança, e seus direitos. As fases do crescimento, como educar, o que fazer em situações mais complexas, como agir. Não justifica usar a força física, e menos ainda xingamentos horríveis, palavrões, gritos histéricos. Vão pensar que não tenho filhos, pois é mas tenho sim e hoje são mães tambem e como eu não usam de violencia com suas filhas, que como toda criança, faz artes, apronta,....são crianças!
Pancada machuca o corpo que o tempo cicatriza, mas fere a alma que o tempo não apaga.
Diretores de escolas, prefeitos, governos, psicólogos......, que tal promover nas escolas palestras com os pais sobre como educar seus filhos em casa, lembra-los que todos nós já fomos crianças. Um adulto que bate numa criança até machuca-la, está dando a si o diploma de mau caráter e covardia, de desumano, sem contar que isto é crime. Que tal um vídeo sobre o mundo animal- irracional? É uma lição valiosa a forma como eles tratam seus filhotes, pois se o homem na sua racionalidade é * burro* tem mesmo que aprender com os animais, que sem querer ofender, se mostram mais inteligente.
Um erro não justifica outro, já ouvi algumas mães dizerem; * Meus pais já me bateram muito e eu não morri, e bato mesmo nos meus...., são uns diabinhos....* Não justifica, alguem me bateu, daí tenho que bater também Errado isto.. A educação mais valiosa é dada em casa,esta é a base da vida de todos nós, é nesse ninho de amor que se forma sentimentos, respeitos, caráter, verdades, mentiras, medos, confiança, personalidade......, ele será o adulto que voce quer que ele seja, tudo dependerá da forma como se deu a educação no seio de sua família, é portanto o produto do meio em que vive.
Ouvi de um pai com formação universitária, falar do seu filho de um ano como se ele tivesse uns dez, dava órdens expressas numa linguagém desapropriada e ameaçava bater caso não fosse obedecido, e o bebê acabava apanhando mesmo. Quanta estupidez! Tanto faz, doutor ou analfabeto, a ignorância em lidar com crianças é absurda, impresiona, daí cabe aos poucos que entendem do assunto faze-los entender. Pois colocar filhos no mundo para confundi-lo com saco de pancada, melhor não. É preciso informação sobre os infanto juvenis, procura ler, reavaliar suas condições sócio-econômicas, seu estado emocional para ser pais de verdade, presente na vida desses pequeninos, eles precisam e só querem amor, carinho, atenção, paciência sempre. Não tenha os filhos que voce não gostaria de ter. Não transfira para eles suas neuras, seus problemas, pelo contrário faça deles seus aliados, amigos.
Se não quer filhos, se previne, não transe sem as devidas precauções, como usar preservativos, pílulas e etc. é muito triste ver uma criança marcada pela covardia dos pais, tios, avós..., braços quebrados, hematomas, olho inchado e roxo, corpo marcado por varas, correias e tal.
Uma criança é um ser em desenvolvimento físico e mental, ela vive numa permanente busca pelo novo, a era da descoberta do mundo lógico em que ela vive, portanto NÃO CORTE AS ASAS, MAS SAIBA DIRECIONAR O VÔO. Não desconte nos seus filhos os seus problemas, um dia eles tambem terão os deles, tudo a seu tempo, o tempo deles enquanto crianças é de brincar, serem felizes, e para ser feliz não é preciso ser rico, é preciso dar amor, muito amor.
Não faça do seu filho um escudo para detonar sua raiva. Só o AMOR pode transformar o coração de uma pessoa. Uma criança é audácia do amor. Só o amor constrói. Ame seu filho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário