quarta-feira, 13 de outubro de 2010

ERA UMA VEZ

Era uma vez, um moço muito bonito, e que queria se casar, aí um amigo dele tinha uma fazenda de flores, milhares de flores de todas as cores e tipos,as mais belas rosas, as mais singelas, como as margaridinhas pequeninas, mas que também eram lindas, até moça velha tinha naquela fazenda de flores, veja voce! E convidou seu amigo a ir lá, e ele foi, ao chegar de longe já se avistava aqueles matizes, já se sentia o perfumes de tantas flores, que maravilha! Disse o amigo X. E adentraram aquele imenso jardim, andaram bastante em meio a toda aquela beleza, o amigo X ficou boquiaberto diante de tantas flores, lindas e cheirosas. Vendo q seu amigo X estava enlouquecido com tudo o que via, disse a ele; Meu caro amigo, eu vou sair e lhe deixar aqui e voce pode escolher uma dessas flores e levar pra voce, apenas UMA.

O sr. X saltou de felicidade, e ficou ali horas a fio, o tempo foi passando até que alguem soprou nos seus ouvidos. Olha, eu represento as horas, sou o relógio, meu ponteiro marca o tempo, mas tem o vento que arrasta o tempo, vai anoitecer e voce precisa decidir qual flor levar. Sr. X olhou a sua volta e viu que o sol já procurava deitar-se atras das montanhas, o tempo corria. E ele ficou ali em pé e ja meio nervoso pois não sabia ainda qual levar, queria todas ou quase, mas o presente era apena UMA, ele pensou; Mas todas são lindas, mas nem todas caberão no meu jardim, e derepente como uma raio de sol a direcionar seus raios, nomeio daquelas flores ele avistou uma que ficava distante de onde ele estava, e disse pra si mesmo; Preciso correr, meu tempo esta acabando, e correu e foi já anoitecendo pegar a flor que lhe chamou a atenção e com delicadeza a pegou e saiu dali feliz, e a flor em questão não era a mais bela e nem a mais cara, mas era uma flor singela que cabia no seu coração; Quando seu amigo chegou já anoitecendo o viu saindo do meio das flores e perguntou; Então, escolheu? E o Sr X respondeu mostrando na palma da mão, uma violeta linda, mas simples e agradeceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário