quarta-feira, 13 de outubro de 2010

NATAL

É NATAL
Pensava um menino,
Sob uma marquize de uma loja qualquer.
Corpinho sujo, roupas rasgadas
Sozinho no mundo, largado,
Andava calado de um lado para o outro
Observando a beleza de sua cidade,
As árvores da praça todas enfeitadas
A noite parecia dia.
Era como se o sol eternizasse na terra,
Na noite de NataL, seus raios de luz.
Tudo era luz,
Crianças correndo felizes com suas famílias
De um canto qualquer o menino ouvia
FELIZ NATALLLL......FELIZ NATAL PRA VOCE!
Mas ninguem chegava até ele pra dizer ;
FELIZ NATAL MENINO!
As pessoas passavam, mas não o notavam.
E o menino chorava e lamentava,
É mais um NATAL e eu aqui jogado no mundo
Sou criança, quero viver........
Ter meus direitos defendidos, garantidos.
Quem irá me defender?
Minha mãe morreu de overdose,
Meu pai, não conheci.
Irmãos não tenho.
Estou só, sou só,
Aonde ir!!!!!!!!
Chamam-me de pivete, vagabundo.........
Hoje é NATAL
Quero de presente um prato de comida,
Uma casa pra morar
Uma escola pra estudar,
Quero ser gente de bem.
E o menino triste vagava pelas ruas,
Esperando encontrar alguem que o acudisse.
Os fogos explodiam no ar
Derrepente um senhor de idade,
Pára e olha para aquele menino, num canto a chorar.
Olha, observa, se encoraja e pergunta:
Poque não vai pra casa guri?
Moro na rua e chora mais ainda,
O tal vovô senta perto dele e ouve a sua história
Em silencio, é quase meia noite
Os fogos aumentam
Ouvem-se risos, músicas........
O tal senhor levanta o menino
Segura-lhe a mão e diz; Me acompanha.
Eu tambem estou só e velho, preciso de um acompanhante, Que tal, aceita ?
O menino mal acredita no que ouve
Aceita o convite e segue com o senhor,
Olha para o céu e agradece por aquela chance
Talvez a única em sua vida.
O NATAL acontece na vida daquele menino.
É NATALLLLLLL.........FELIZ NATAL
FELIZ NATALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

Nenhum comentário:

Postar um comentário