terça-feira, 12 de outubro de 2010

VIOLÊNCIA

Seu nome: VIOLÊNCIA
Sobrenome: VIOLÊNCIA
Tem apelido: VIOLÊNCIA
Quem é você?
Sou orfão de pai e mãe,
Sou filho de prostituta,
Sou filho de pais bêbados, drogados
Sou filho da rua, do destino.
Dizem também que sou filho de DEUS
Não importa onde nasci, nem quem me criou
Se foi DEUS ou o DIABO,
Sou resultado da injustiça
Da covardia, da indiferença
Do desamor......, da guerra
E aí me chamam VIOLÊNCIA.
Garoto largado, revoltado..., na lama, ruas, esquinas, marquizes....
Eu mato, me lasco, me rasgo.....
Sou terrorista, estelionatário
Ladrão de banco...., de vidas,
O terror de homens de bem
Sou choro, grito, dor.
Sou representante direto da morte,
Por isto me chamam VIOLÊNCIA.
Por isto não tenho princípios,
Educação.
É tapa na cara de quem me encara.
Sou risada largada, debochada
O grito, a dor, sou corpo sem alma.
Coração de aço, sangue de ácido
Rosa negra, espinhosa
Sou o MUNDO
Sou só MALDADES,
Sou VIOLÊNCIA
Cantada, cuspida, narrada, vivida...
Sou medo, pavor
Sou a bomba atômica do planeta
Sou o capeta
Sou VIOLÊNCIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário