quarta-feira, 13 de outubro de 2010

PENSANDO

Eu queria lhe falar
Tantas coisas, que nem sei
Abrir o coração, deixar fluir
Palavras que ensaiei
Canções que calei
Olhares que desviei
Timidez que não espantei
Calada fiquei.
Você se foi, eu fiquei.
Histórias que ficaram
Saudades, que só eu sei
Tempos idos, quase esquecidos
Vidas vividas, sonhos caídos
Eu queria a chave do vento
Bater na porta do tempo
Gritar bem alto
Nem sei bem o que,
Ouvir o eco de volta
Mas o vento é irmão do tempo
Não tem porta e nem chaves
Correm livre nos seus espaços
E nas voltas que o vento dá,
Traz no tempo a saudade
Lembranças mil
E um anjo que diz: Vá em frente
Acalme a sua alma
Desbravando seu caminho
Refazendo sua história
E quando o amor chegar,
Espante a timidez
Fale,cante e viva
Seja feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário