quinta-feira, 1 de outubro de 2015

POESIA EM CORES

Sou graça e beleza na sua rua
Sou seu oxigênio excencial
Sou o perfume que que perfuma sua casa
sou do tamanho do seu amor
Sem mim não ha vida na terra
Sem mim sua vida é sem graça
Sou a sombra que lhe esconde do sol
Nos meus troncos voce amarra sua rede
E descansa com o vento da minha copa
Seu olhar observa minhas cores
E se perde na beleza que mostro
Faço parte do arco-iris desse planeta
Sou toda beleza natural
Na primavera me encho de graça
Nos parques e jardins da cidade
Chamo toda sua atenção
Meus galhos florescem os botões
E explodem em cores multicores
Me dão muitos nomes bonitos
Sou o ipê amarelo ou rosa
Ou o azul e o branco também
Sou o belo flamboyant das praças
Estou por toda lado explodindo em flor
Mas sou tambem o verde das matas
Sou a mangueira do seu quintal
A goiabeira. o cajueiro ou laranjeira
Posso exibir minhas flores e frutos
E matar a sua fome
Sou resistente ao sol e a chuva
E o vento me balança os galhos
Na minha sombra tem animais se refrescando
Até namorados me enamorar
Nos meus galhos pássaros a cantarolar
Por toda parte da terra estou a encantar
Sou sua necessidade de vida
Cuide de mim com carinho
Pois sem mim você não respira
Adivinhou quem sou eu!
Sou essa ÁRVORE frondosa
Que está aí na sua rua ou quintal
Sou sua fonte de sombra e vida
SOU ÁRVORE .


Nenhum comentário:

Postar um comentário