sábado, 25 de outubro de 2014

POETA OU POETISA!

Que diferença faz se poeta ou poetisa!
Se nos versos e reversos de um papel qualquer
Deito minha pena a rabiscar meu alfabeto
Brinco com todas elas, traçando palavras de amor
De ilusão, de alegria.. de sonhos a sonhar
Poeta sou na minha vertente, poetisa tanto faz
Pois o que quero de fato
É continuar na poetice desse espaço sem igual
Fazendo amizades como a tua
Que poeta deixa aqui, nas entrelinhas em branco
Palavras e frases que só quem é poeta pode entender
Pois todos nós poetantes, seja homem ou mulher
O que nos faz delirar são nossos corações revoltos
Ler nas páginas de cada um, poemas, poesias, sonêtos e trovas
Que encanta cada coração.
Poeta ou Poetisa...uauuuuu
Que diferença faz!

INSTRUMENTAL

Meu amor é fagotista, que é flautista, que é guitarrista......... aiaiai...
Seus sons e tons são de uma harmonia explêndida, faz bem aos meus tímpanos
Faz bem a minha alma que agradece relaxada bailando solta pelo sala silenciosa onde meus passos
Vão no passo e compasso desse musicista que elegantemente toca neste momento só pra mim.
Sorrateiramente observo os passantes na rua e o som alcança seus ouvidos
E eles param e olham sorridente para o lugar de onde vem o som que rasga o ar
Saindo fluentemente pelas frestas das janelas e esvaem-se pelas portas abertas
E até os pássaros calam as suas cantorias, e ficam enfileirados nas árvores ouvindo
Quissá aprendendo este som musical desse instrumental que docemente encanta a todos.
Músicas que só um mestre da música sabe dominar
E eu viajo nesse som de guitarras, flautas, violões e acordeões....... belíssimo!
Me encanta, me faz feliz, rejuvenesce ...
Como um beijo me rendo, no abraço me entrego
Não me canso de dançar ao som desse instrumento musical......
Tanto faz se vem das guitarras ou dos pianos..... flautas.....
O mais importante é ouvir, dançar e através dela abrir o coração
E amar o amor que em si só ja expressa todos os sons e tons musicais


QUALÉ A SUA CÔR ?

Resolvi brincar com as cores
Peguei tintas e pincéis , arrumei a tela no cavalete
E comecei olhando para aquela tela branca como neve e meditei
Embaralhei as cores na minha cabeça, imaginei as cores se misturando
E com o pincel sem tinta fui delizando na tela imaginando como será
Resolvi pintar dois seres humanos com alma de crianças
Afinal, qual é a sua cor?
Na minha palheta tem cores de todas as cores
Sujei de preto o pincel e fui deslizando na formação de uma criança
Desenhei carinhosamente seu corpinho inocente
Pus no rosto o sorriso de felicidade dei moimentos soltos a ele
Resolvi lhe dar um coleguinha, e pintei um bem branquinho menino
Dei a ele tudo que dei ao pretinho, depois da tela pintada dei uma risada..
Vi que nessa brincadeira, formei dois seres lindos na sua forma de ser
Nesse caso em especial as cores se entrelaçaram no jeito de ser humano
E cá com meus botões pensei que o que vale a pena é ser feliz.
Ver nos rostos coloridos, dos negros, mulatos, morenos e brancões
A igualdade das raças, que sabiamente se entronizam dando um tom, um som...
Dando vida a vida, harmonizando as cores numa paz de Deus plena.
Masssss.. qual é a sua cor?
Que importancia tem!
Vamos ser crianças, tirar de dentro de nós sempre essa criança sem neuras..., e deixar fluir o amor
O amor que não põe cores em nada, ou colore tudo na mais perfeita bagunça e ri de tudo..
Vamos unir as cores e vê a loucura que dá,
Mas é só olhar nas ruas, gente de toda sorte, todas as cores nas mais belas formas de ser
Vamos aplaudir a vida, que temos para viver
Vamos ser coloridos como colorida é a natureza que nos cerca
Pegue suas tintas e pincéis e escolhe sua cor
Qual é mesmo a sua côr?
Ah! Mas que importância tem!