terça-feira, 12 de outubro de 2010

AMOR CONTIDO

AMOR CONTIDO
Se o tempo me desse tempo
De andar a caminho do vento
Nas asas do vento voar,
No seu universo lhe buscar,
Cabelos soltos ao vento
Semblante saudando o luar
Desprevenida lhe pegar
Num abraço lhe mostrar
O amor q posso lhe dar.
No seu tempo me encontrar
Dançando a luz do luar
E nos seus braços ficar.
Sem tempo para acabar,
Me desmanchar nos seus beijos,
Me perder no seu corpo,
Escancarar esse amoe
Que sufoca o peito
Matar a saudade contida
Que o tempo acumulou
Viver intensamente
Este amor contido,
Deixar que as asas do vento
Nos embale no tempo
Sem tempo para voltar,

Nenhum comentário:

Postar um comentário