quarta-feira, 13 de outubro de 2010

REVELAÇÃO

Garoto maroto, de onde você surgiu?
Sequer sei o seu nome,
Sequer sei da sua vida
Seu olhar no meu, uma coisa
Fala mais que as palavras.
Ouça bem o que vou dizer,
Você pode esconder, pode fugir mas
Sua boca quando diz não,
Seus olhos só dizem sim,
seu corpo denuncia, o que vai na sua alma
Seus olhos é a máquina reveladora
Desse filme de amor.
Pode ter certeza garoto
Revelo já, num instante
São seus olhos sim senhor
Que me leva num passeio
Lá no fundo do seu ser.
Sua alma eu relato
E afirmo com certeza,
Este amor escondido no peito,
Este brilho no olhar,
É paixão na certa garoto
pode me assegurar!
Diga-me logo o seu nome,
conte-me já sua vida
Porque eu, garoto maroto
Quero com voce ficar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário