segunda-feira, 4 de novembro de 2013

PELA ÁGUA DO TEMPO E DA MEMÓRIA - LEMBRANÇAS

Voltei num tempo onde vivi Tempos idos, perdidos, lembrados Saudades que voltam a memória O tempo que arrasta o vento ou O vento que arrasta o tempo Me faz lembrar... Parece real agora aquele tempo Que a memória traz de volta As brincadeiras de criança Um rio imenso de águas claras Onde cresci, nadei...., brinquei Onde dentro de suas águas desaguei minhas mágoas Onde me refugiava Rio de minha infância e juventude pela água do tempo e da memória Lembranças mil Na mente que volta no tempo Que abre os braços Na beira dessas águas Onde a água do tempo Se faz presente Presente em mim Presente do tempo Que ficou na memória Na minha memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário