segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

ASSIM NÃO QUERO

Seu mundo chamou minha atenção
Você mexeu com meu coração
E pra você, dei toda a minha atenção
Nos versos da minha canção
Seu mundo fechado então
Tentei abrir seu portão
Tentei adentrar no seu coração
Mexi com seus nervos
Mas no virtual você se fechou
Suas neuras bloquearam seu coração
Com tantos medos, você tremeu.....
Seus olhos marejaram de lágrimas
Faltou coragém então
Cantei um canto de amor
No canto derramei minha paixão
Nas palavras demonstrei meu amor
Tentei derrubar seus medos
Abri minhas cortinas
Rasguei meu coração de paixão
Estendi meus braços pra você
Abri meu sorriso e só falei de amor
Mas no virtual você se trancou
Seus fantasmas lhe prenderam
E de mim lhe afastaram
Na tela virtual você me imagina
Nas minhas fotos, você se ilumina
Sou sua princesa presa nessa tela
Eterno fruto da sua imaginação
Mundo virtual, imaginário
Prisão de um grande amor
Eternamente presa na tela
Seu amor, sua paixão
Apenas dentro da tela da net
Das fotos inertes dos álbuns
Mas desse jeito........hummm
Assim não quero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário