quinta-feira, 10 de abril de 2014

O ESVOAÇAR DAS BORBOLETAS

Me lembro dos tempos idos, quando ainda criança Corria descalça pelos campos da minha terra Subia nas árvores pegando frutas, e jogando no chão Reunida com as amiguinhas brincando de esconde-esconde...... No meio das árvores lá ia eu e a turma levada na maior gritaria E num dado momento nesse corre corre, entramos no meio de um jardim Nem era de verdade um jardim, mas havia ali muitas flores lindas E vimos bailando uma enormidade de borboletas coloridas De vários tamanhos bem a nossa frente descontraídas no seu bailar esvoaçante Aquela núvem de borboletas nos deixavam elétricas.........rsrsrrsrs E saíamos com nossos cabelos soltos igualmente esvoaçantes atras das borboletas Ah! Como era bom ser mesmo criança! Coitada das borboletasssssss.......... Parei num dado momento vendo o esvoaçar das borboletas multicoloridas Atônitas sem saber pra onde ir e onde pousar, amedrontadas com a nossa presença Devagar tentei pegar uma nas mãos, que escapou sorrateira Como era linda! meus olhos cintilavam diante de tanta beleza e delicadeza O bater das asinhas frágeis de uma lado pro outro serelepes........lindas! Ao me virem ali parada vieram todas e tambem pararam e em silencio Sentamos no chão extasiadas com o esvoaçar das borboletas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário