sábado, 9 de agosto de 2014

NA RETINA DOS MEUS OLHOS

Naquela tarde de outono naquele jardim
Distraída eu olhava deslumbrada os ipês coloridos
Que se desmontavam, com a caída de suas folhagéns
Junto delas havia também flamboyants nos seus tons vermelhos intensos
Que também se desfolhavam com o balançar do vento daquela tarde
Num banco mais adiante havia alguem sentado e de igual modo admirando
Aquela beleza de folhas coloridas e flores voando até ao chão
Sem nos darmos conta nossos olhares se cruzaram, brilhantes naquele momento
Senti-me arrepiar diante daquela escultural beleza masculina......hummm....
Tentei me distrair mas seu olhar voltou a minha retina e ficou dentro dela
E essa troca de olhares falava por nós, e tudo em volta conspirava a favor
Abria-se um sorriso de almas sedentas de amor e carinho.....
Pensamentos meussssss...... pensamentos dele........ e o silencio
Silenciava as palavras em nossas bocas
E ficou em minha retina, quando voltou seu olhar

Olhares trocados, jamais esquecidos
Eternizados em nossas retinas


Nenhum comentário:

Postar um comentário