terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Este soluço que pôe sal em minha face - SAUDADES

Esta saudade que me invade a alma
Que me faz prantear sua ausência
Que me dobra o coração, e salga minha emoção
Esta saudade que vem como vento violento batendo em minha face
Tornando meu dia em noite escura e vazia
Olho para o céus e pergunto onde está você?
Que meus olhos não vê!
Meu lobo do mar, do ar.....
Viajante que levanta e vai como águia
Rasgando seu caminho,
Caminhos desconhecidos
E que me deixa aqui a sofrer assim
Sem sequer ter uma notícia sua por dias e dias
Estou soluçando sem parar
Minha face salgada está
De tantas lágrimas por ela a rolar.
E a saudade invadindo meu universo
Que sem você desencantado está
De tanto apurar os ouvidos
Apenas ouço bem longe
Sua flauta a tocar
Nesse seu tom carinhoso
E assim tentar acalmar meu coração
Que em soluços deixa escorrer na face
Lágrimas salgadas, avermelhando meus olhos
Corroído de saudade que vem do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário